24 de ago de 2014

Ornitorrincos: a colcha de retalhos da natureza! | Platypus: a patchwork of nature!



Mamãe ornitorrinco com seus filhotes / Platypus Mom and her babies
Biologia-Vida | Photo:
Unknown photographer

Photo: Unknown photographer

Desde sua descoberta há 200 anos, o ornitorrinco (Ornithorhynchus anatinus) ainda confunde cientistas; com seu rabo de castor, bico de pato, patas de lontra e pelos cobrindo o corpo, ele foi considerado tão estranho no início que muitos acharam que se tratava de uma fraude, e não de um animal de verdade. Endêmico da Austrália, é um dos únicos dois mamíferos conhecidos que põem ovos (o outro sendo a equidna); possuem hábitos noturnos e os machos têm esporões venenosos nas patas. A fêmea bota de dois a três ovos, que eclodem dentro de 10 dias; ela não possui mamas, então durante a amamentação os filhotes lambem o leite diretamente de poros e sulcos abdominais na pele da mãe. Em 2008, foi descoberto que o animal é uma "mistura genética" de mamíferos, répteis e aves, de acordo com o sequenciamento do seu genoma.
Photo: Unknown photographer
O esporão venenoso na pata traseira do macho / The poisonous spur on males hind leg.
Photo: Jean-Paul Ferrero
 Since its discovery 200 years ago, the platypus  (Ornithorhynchus anatinus) still confuses scientists; with its beaver tail, duck beak, feet of an otter and hair covering the body, it was considered so strange at first, that many said it was a fraud, not a real animal. Endemic to Australia, is one of the only two known mammals that lay eggs (the other being the echidna), it has nocturnal habits and males have poisonous spurs on the feet. The female lays two to three eggs, which hatch in 10 days; she has no teats, so while nursing the babies lick the milk directly from the abdominal pores and grooves i the skin of the mother. In 2008, it was discovered that the animal is a "genetic mixture" of mammals, reptiles and birds, according to the sequencing of its genome.
Image: Alberto Montt
Photo: Davi Watts
 run animated GIFhttp://media.giphy.com/media/ETV4MRojrqsve/giphy.gif

Sources: Animal Diversity Web / BBC Brasil / Daily Mail / Arkive.org
Postado por Thalita Morais